pollution plastic ocean Rosemary Calvert/Getty Images

Em direção a um tratado mundial sobre os resíduos plásticos

BERLIM – Se daqui a milhões de anos houver geólogos, eles serão facilmente capazes de identificar o início do chamado período Antropoceno – a era geológica durante a qual os seres humanos tornaram-se a influência dominante no ambiente do nosso planeta. Para onde quer que olhem, irão encontrar provas inequívocas do seu início, na forma de resíduos plásticos.

O plástico é um material chave na economia mundial. Encontra-se em carros, telemóveis, brinquedos, roupas, embalagens, dispositivos médicos e muito mais. Em 2015, foram produzidos 322 milhões de toneladas de plástico em todo o mundo. E o número continua a crescer; em 2050, poderá ser quatro vezes maior.

Mas o plástico já está a criar enormes problemas globais a nível ambiental, económico e social. Apesar da necessidade de recursos para ser produzido, o plástico é tão barato que é muitas vezes utilizado para produtos descartáveis – muitas vezes de uma só utilização. Como resultado, uma quantidade enorme de plástico acaba por poluir a terra.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles from our archive every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/jx3hv7n/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.