Pavel Sheremet Vitaliy Holovin/Getty Images

Liberdade de imprensa da Ucrânia em perigo

NOVA IORQUE –No dia 20 de julho de 2016, Pavel Sheremet, um proeminente jornalista nascido na Bielorrúsia, dirigia-se para o trabalho, nos estúdios da Radio Vesti, em Kiev, quando o Subaru que conduzia explodiu num cruzamento movimentado. As janelas que estavam próximas estremeceram e os pássaros dispersaram-se no ar. Sheremet, 44 anos, teve quase morte imediata e o gabinete do procurador da Ucrânia rapidamente confirmou que uma bomba tinha causado a explosão. Mas um ano depois, o assassinato de Sheremet continua por resolver.

Se tivesse sido uma explosão de um carro aleatória, a minha organização, o Comité para a Proteção de Jornalistas (CPJ), não teria passado o último ano a investigá-la ou a pressionar o governo ucraniano para um inquérito completo. Mas Sheremet foi um defensor incansável da transparência e democracia, trabalhando como jornalista, primeiro na sua terra natal, Bielorrússia, depois na Rússia e, mais recentemente, na Ucrânia. Até o seu assassinato ser resolvido, a verdade que ele procurou em vida será negada aos seus compatriotas na sua morte.

O homicídio é o último estágio da censura à comunicação social. Quando jornalistas são mortos, a auto-censura infiltra-se no trabalho de outros. E quando um país –especialmente um país como a Ucrânia, que aspira a ser membro da União Europeianão consegue levar os assassinos à justiça, o seu compromisso declarado com a democracia e o Estado de direito, soa a falso.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/G6lVnaz/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.