Obama Opõe-se a Romney em Matéria de Emprego

BERKELEY – Os Estados Unidos completaram recentemente o seu terceiro ano de recuperação económica, mas a taxa de desemprego mantêm-se acima dos 8% e existem sinais preocupantes de abrandamento. Logo, não é de estranhar que o emprego mereça particular atenção na campanha presidencial - ou que os candidatos tenham ideias muito diferentes a respeito do seu crescimento.

No Outono passado, o presidente Obama propôs a Lei Americana de Criação de Emprego (American Jobs Act - AJA), um pacote de 450 mil milhões de dólares em medidas fiscais destinadas à criação de emprego. A AJA ascendia a cerca de 3% do PIB e estava destinada a produzir efeitos em 2012, promovendo o crescimento do emprego e garantindo a recuperação dos Estados Unidos face à maré económica negativa global. A maior parte das medidas da AJA contou com o apoio bipartidário no passado; cerca de 56% do custo total era composto por reduções nos impostos e o pacote seria financiado pelo plano a longo prazo de redução do défice.

Vários economistas independentes concluíram que o plano de Obama possibilitaria um aumento significativo do mercado de trabalho durante o período de 2012-2013. De facto, dois dos analistas mais conceituados previram que a AJA iria adicionar 1,3 a 1,9 milhões de postos de trabalhos em 2012 e mais de dois milhões até ao final de 2013. O apartidário Gabinete de Orçamento do Congresso (CBO - Congressional Budget Office) - também concluiu que a maior parte das políticas da AJA ocupavam um lugar de destaque em termos de eficácia orçamental, sendo medidas através do número de postos de trabalho criados entre 2012-2013 por cada dólar orçamental.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/iZCnJdp/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.