rodrik173_Matthew HorwoodGetty Images_jobsamazonprotest Matthew Horwood/Getty Images

O Contrato Social Pós-Pandemia

CAMBRIDGE – O COVID-19 acentuou grandes falhas na economia global, expondo profundamente as divisões e desigualdades do mundo atual. Também multiplicou e ampliou as vozes daqueles que pediam reformas de longo alcance. Quando até a comunidade de Davos fazem apelos por uma "redefinição global do capitalismo", sabe-se que as mudanças estão em marcha.

Existem alguns tópicos comuns nas agendas políticas recentemente propostas: para preparar a força de trabalho para novas tecnologias, os governos precisam aprimorar os programas de educação e treinamento e melhor integrá-los aos requisitos do mercado de trabalho. A proteção e o seguro social precisam ser melhorados, especialmente para os trabalhadores da economia informal e em contratos de trabalho não convencionais.

De maneira mais ampla, o declínio do poder de negociação dos trabalhadores nas últimas décadas aponta para a necessidade de novas formas de diálogo e cooperação entre empregadores e empregados. Uma tributação progressiva, melhor desenhada, deve ser implementada para atender crescente desigualdade de renda. Políticas antimonopólio precisam ser revigoradas para garantir maior concorrência, principalmente no que diz respeito a plataformas de mídia social e novas tecnologias. As mudanças climáticas precisam ser enfrentadas de frente. E os governos devem desempenhar um papel maior na promoção de novas tecnologias digitais e verdes.

To continue reading, register now.

As a registered user, you can enjoy more PS content every month – for free.

Register

or

Subscribe now for unlimited access to everything PS has to offer.

https://prosyn.org/Uwn1seOpt