baby healthcare africa BSIP/Getty Images

Envolver as mulheres na luta pela saúde em África

BRAZZAVILLE – As Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN) afectam desproporcionalmente as mulheres e as raparigas. A equistossomíase genital feminina (EGF), só por si, causa dores intensas, sangramento e lesões em mais de 16 milhões de mulheres e raparigas na África subsariana.

Além de causarem sofrimento físico generalizado, as DTN têm um impacto substancial sócio-económico a longo prazo em milhões de mulheres e raparigas. As mulheres que ficaram marcadas ou desfiguradas por doenças como a EGF e a filariose linfática são muitas vezes estigmatizadas até ao ponto de não conseguirem casar ou de ser abandonadas pelos respectivos cônjuges. E mesmo que a desfiguração e o estigma social não sejam estados letais, podem causar ou exacerbar distúrbios psicológicos e limitar as oportunidades das mulheres e as raparigas.

Desde 2000, foram doados produtos farmacêuticos suficientes para cinco mil milhões de tratamentos preventivos contra as DTN. Além disso, actualmente, muitas pessoas reconhecem que o controlo e, por fim, a eliminação das DTN serão essenciais para atingir os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) aplicáveis a domínios tão diversos como a alimentação, a educação, a saúde, a água, o saneamento e higiene, bem como o crescimento económico. Uma vez que os ODS são baseados no princípio de "não deixar ninguém para trás", não podem ser considerados como tendo sido bem-sucedidos até serem alcançados em toda a parte e concretizados em relação a todas as pessoas - incluindo as mulheres e as raparigas.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/hKgejzr/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.