shiller129_bluebay2014_getty Images_economics arrow bluebay2014_Getty Images

Entendendo os preços estratosféricos das ações

NEW HAVEN/NOVA YORK/LONDRES – Tem havido muita perplexidade com o fato de os mercados globais de ações não terem desmoronado ante a pandemia de covid-19, e especialmente nos Estados Unidos, que nos últimos tempos vem batendo recordes de altas de novos casos. Uma medida que chamamos de Excess CAPE Yield (ECY) (Excesso de rentabilidade CAPE, em tradução livre do inglês) oferece uma perspectiva mais precisa para os cenários de longo prazo para os mercados globais de ações.

É indiscutível que mercados de ativos são guiados de modo significativo por psicologia e narrativas. Como escreveu o ganhador do Nobel Daniel Kahneman, “familiaridade gera simpatia”, e várias narrativas familiares têm surgido nos mercados de ações neste ano, após o choque inicial da covid-19 no primeiro trimestre. Por exemplo, há a narrativa da recuperação econômica em V e a narrativa do FOMO (medo de ficar de fora, sigla em inglês de “fear of missing out”); ambas podem estar contribuindo para levar os mercados a novas altas. Há também a narrativa de trabalhar de casa, que vem beneficiando especificamente ações de tecnologia e comunicação.

Mas será que essas narrativas são a única razão pela qual todos nós não cogitamos apenas tirar nosso dinheiro de ações e colocá-lo em alternativas mais seguras como títulos, ou mesmo debaixo do colchão do quarto?

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/T3guJ50pt