sachs328_ALEX EDELMANAFP via Getty Images_trump covid-19 Alex Edelman/AFP via Getty Images

As mentiras que infectaram Trump

NOVA YORK – Ao contrário dos mais de dez milhões de pessoas em todo o mundo que contraíram o COVID-19 por causa de sua pobreza, falta de sorte, vulnerabilidade como trabalhadores essenciais ou decisões erradas dos governantes, a infecção do presidente dos Estados Unidos Donald Trump foi causada por ele mesmo. O desdém de Trump pela ciência e seu descarado desprezo pelas orientações de saúde pública o levaram diretamente à própria doença; e muito pior, tudo isso aumentou o número crescente de mortes de COVID-19 nos EUA – agora em mais de 214.000.

Desde o início da pandemia, especialistas em saúde pública de todo o mundo têm implorado ao público para usar máscaras, evitar grandes aglomerações e manter distanciamento físico de outras pessoas, a fim de impedir a transmissão do vírus. Voltemo-nos, então, Trump, um homem com disposição patológica, para rejeitar todos esses conselhos. Apenas dois dias antes de anunciar que ele e a primeira-dama tinham testado positivo, Trump estava zombando de Joe Biden por usar máscara. “Eu não uso máscara como ele”, disse Trump no primeiro debate presidencial. “Toda vez que você o vê, ele está com a máscara. Ele pode estar falando a 200 metros de distância ... e mesmo assim, parece que ele está usando a maior máscara que eu já vi.”

Contrariando os apelos de especialistas em saúde pública e autoridades locais, nos últimos meses, Trump vinha realizando grandes comícios tanto internos quanto externos com participantes sem máscaras, próximos uns dos outros. E Trump também rejeitou as precauções básicas na Casa Branca, incluindo distanciamento físico da equipe e exigência de máscaras faciais durante reuniões.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/biiHDDJpt