Skip to main content

Complacência num Mundo sem Líderes

DAVOS – A reunião anual do Fórum Económico Mundial em Davos perdeu algum do seu brio pré-crise. Afinal, antes do colapso de 2008, os capitães da finança e da indústria podiam propagandear as virtudes da globalização, da tecnologia e da liberalização financeira, que supostamente apregoavam uma nova era de crescimento incessante. Os benefícios seriam partilhados por todos, se todos fizessem “a coisa certa”.

Esses dias acabaram. Mas Davos permanece um bom lugar para nos apercebermos do zeitgeist (NdT: espírito do tempo, al.orig.) global.

Escusado será dizer que os países em vias de desenvolvimento e emergentes já não olham para os países avançados como faziam antigamente. Mas um comentário de um executivo de uma empresa mineira proveniente de um país em desenvolvimento captou o espírito da mudança. Em resposta ao sentido desespero por parte de um perito de desenvolvimento, devido ao facto de tratados comerciais injustos e promessas de ajuda por cumprir terem custado aos países desenvolvidos a sua autoridade moral, ele respondeu: “O Ocidente nunca teve qualquer autoridade moral.” O colonialismo, a escravatura, a fragmentação de África em pequenos países, e uma longa história de exploração de recursos podem ser assuntos de um passado distante para os agressores, mas não tanto para aqueles que sofreram com isso.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

https://prosyn.org/y6DLk03/pt;
  1. bildt69_DELIL SOULEIMANAFP via Getty Images_syriansoldiermissilegun Delil Souleiman/AFP/Getty Images

    Time to Bite the Bullet in Syria

    Carl Bildt

    US President Donald Trump's impulsive decision to pull American troops out of northern Syria and allow Turkey to launch a military campaign against the Kurds there has proved utterly disastrous. But a crisis was already inevitable, given the realities on the ground and the absence of a coherent US or Western policy in Syria.

    8

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated Cookie policy, Privacy policy and Terms & Conditions