Drought in Somalia Anadolu Agency/Getty Images

Reforçar a capacidade dos intervenientes humanitários de África

NAIROBI - A escala do sofrimento humano que existe actualmente na Somália em virtude da seca é praticamente indescritível. É difícil encontrar palavras capazes de transmitir a devastação e a miséria que assolam o país, que atravessa agora um período prolongado de chuvas que atingem os níveis mais baixos de sempre. Vi animais definharem, sem vida, no solo poeirento, e estava presente quando o futuro das pessoas se desvaneceu diante dos seus olhos.

No entanto, embora as palavras não possam fazer justiça à magnitude da crise, podem orientar a resposta do mundo. E a este respeito, permitam-me que seja inequívoco: a menos que a comunidade internacional reveja a sua abordagem no que diz respeito à prestação de ajuda em África, o ciclo de sofrimento continuará.

A actual catástrofe da Somália não é um caso isolado. Milhões de africanos, em mais de uma dúzia de países, enfrentam lutas semelhantes, já que o fracasso das colheitas e o conflito persistente geram uma grave insegurança alimentar. Em algumas estimativas, os agricultores da África Oriental perderam até 60% dos seus animais – a sua principal fonte de rendimentos - no primeiro semestre de 2017. Perante dificuldades tão avassaladoras, estou mais zangado do que triste.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you are agreeing to our Terms and Conditions.

Log in

http://prosyn.org/uNzRpvb/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.