As mulheres e a economia mundial

WASHINGTON, DC – Em muitos países, o debate público sobre a igualdade de género incide principalmente no acesso das mulheres a posições de topo e a oportunidades para cargos de alta responsabilidade. Mas o “tecto de vidro" é apenas uma pequena parte do problema. A questão mais abrangente é saber, em primeiro lugar, se as mulheres têm as mesmas oportunidades do que os homens para participarem no mercado de trabalho. Por outras palavras, estarão as mulheres habilitadas para contribuírem plenamente para o crescimento e a prosperidade da economia mundial?

Infelizmente, o estudo mais recente realizado pela equipa do Fundo Monetário Internacional, “Mulheres, Trabalho e a Economia", mostra que, apesar de haver algumas melhorias, o progresso para criar condições equitativas para as mulheres estagnou. Esta é uma má notícia para todos, porque traduz-se num menor crescimento económico - representando no máximo 27% do PIB per capita em alguns países.

Em todo o mundo, o número de mulheres profissionalmente activas continua a ser muito inferior ao dos homens; apenas cerca de metade das mulheres em idade activa está empregada. As mulheres representam a maior parte do trabalho não remunerado e, quando recebem salário, estão sobre-representadas no sector informal e entre os pobres. Continuam a receber salários inferiores aos dos homens, para os mesmos postos de trabalho, mesmo nos países da OCDE, onde a diferença média salarial é de cerca de 16%. E, em muitos países, as distorções e as discriminações no mercado de trabalho reduzem as hipóteses de as mulheres terem igualdade de remuneração e ascensão a cargos superiores.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/UvjVN42/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.