Businessmans handing folded fifty euro notes Getty Images

Como é que os criptorricos deverão gastar o dinheiro deles?

LONDRES –Em fevereiro, a Forbes publicou a sua primeira lista de pessoas mais ricas no universo das criptomoedas. As dez primeiras detinham cerca de mil milhões de dólares cada uma, enquanto a mais rica de todas –um inovador americano na área da tecnologia blockchain, de nome Chris Larsentinha uma fortuna estimada de oito mil milhões de dólares. Segundo o editor da revista, a melhor maneira de tirar as moedas digitais da sombra e enviá-las para uma adolescência de uma classe legítima de ativosé iluminar os beneficiários.

A partir do momento em que isso acontece, os novos bilionários famosos em criptomoedas, como tantos outros antes deles, quererão ser vistos a fazer o bem e não apenas a fazer bem. E, uma das melhores causas filantrópicas para apoiar é o serviço de saúde nos países em vias de desenvolvimento.

Há uns anos, quando trabalhava como consultor privado de estratégia nos cuidados de saúde, aconselhei indivíduos com elevado património líquido, e as suas empresas, no Sudão do Sul,  na Gâmbia e na Tanzânia sobre as melhores formas de devolver às comunidades onde as suas empresas operavam. Estes investidores –tendo quase todos eles beneficiado bastante com a indústria petrolífera –enfrentaram uma intensa pressão social para usarem a sua riqueza em prol de causas humanitárias.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

Help make our reporting on global health and development issues stronger by answering a short survey.

Take Survey

http://prosyn.org/8f2AGuC/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.