O render da guarda monetária

NOVA IORQUE - Com transições de liderança em muitos bancos centrais, em curso ou em breve, muitos daqueles que foram, em parte, responsáveis por criarem a crise económica mundial que estalou em 2008 - antes de se tomarem medidas fortes para se evitar o pior - estão a partir para revisões variadas. A principal questão agora é saber até que ponto as revisões irão influenciar o comportamento dos seus sucessores.

Muitos dos actores do mercado financeiro estão gratos pelo relaxamento regulador que lhes permitiu colher enormes lucros antes da crise e pelos resgates generosos que os ajudaram a recapitalizar - e a ganhar facilmente, e muitas vezes, bónus espectaculares - precisamente quando levavam a economia mundial quase à ruína. É verdade que o dinheiro fácil ajudou a recuperar os preços das acções, mas também poderia ter criado novas bolhas de activos.

Enquanto isso, o PIB de muitos países europeus continua a estar notoriamente abaixo dos níveis pré-crise. Nos Estados Unidos, apesar do crescimento do PIB, a maioria dos cidadãos está hoje em pior situação do que a que tinha antes da crise, uma vez que desde então os ganhos de rendimentos foram quase todos para aqueles que se encontram nas melhores posições.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles from our archive every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/WV7rq06/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.