cliffe6_GEOFF CADDICKAFP via Getty Images_greentaxcar Geoff Caddick/AFP via Getty Images

Em defesa dos impostos verdes sobre o consumo

LONDRES – Muitos governos, visando promover uma recuperação verde e inclusiva para o período pós-pandemia, adoptaram o lema “Reconstruir melhor”. Até agora, os decisores políticos concentraram-se em aumentar a despesa pública de formas que abordem os desafios climáticos e ambientais e criem simultaneamente empregos para os desfavorecidos. Mas os conservadores fiscais temem que a vaga crescente de burocracia afogue as economias na dívida e origine uma reacção negativa dos mercados financeiros.

Com a pandemia ainda a decorrer, os políticos estão compreensivelmente relutantes em pressionar ainda mais os espíritos com conversas sobre aumentos de impostos. Mas a transição socialmente sustentável que afirmam ter como objectivo obrigará a reformas no lado da receita.

Até agora, o actual debate sobre os impostos tem estado mais concentrado na combinação de impostos que no seu nível. Tem sido sobre impostos mais inteligentes, e não mais elevados. Aqui, o essencial consiste em transferir a tributação do trabalho para a tributação da utilização de recursos. Por conseguinte, os decisores políticos deveriam ponderar a introdução de impostos progressivos sobre o consumo de mercadorias exigentes em termos de recursos.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/PgyB1MTpt