Grass

A base das alterações climáticas

PARIS – O acordo contra as alterações climáticas alcançado aqui, no dia 12 de dezembro, foi uma vitória valiosa para a diplomacia. Tanto o próprio acordo como a atmosfera de cooperação que permeou o processo representam uma mudança radical, desde a cimeira falhada de Copenhaga, em 2009. Mas embora devamos felicitar os líderes mundiais pelo seu sucesso, Paris marca o início, e não o fim, do caminho. Agora, o nosso dever coletivo é mantermos a firmeza com os nossos líderes, de forma a exigirmos e a garantirmos que eles passam das promessas à ação - em especial nas regiões mais vulneráveis do mundo, como a África.

Devemos aplaudir a China, a Índia, os Estados Unidos e a União Europeia pelas suas promessas pré-Paris sobre a ação climática. Os compromissos destes países criaram o sentimento de responsabilidade, confiança e solidariedade que permitiu a 195 nações não só a estarem de acordo sobre algo único, mas também a porem em marcha uma série de ciclos de cinco anos, cada vez mais ambiciosos, para eliminar progressivamente as emissões de gases com efeito de estufa durante este século. Este é um sinal claro de que a era do carbono atingiu um ponto de viragem; como resultado, haverá mais investimentos nas energias renováveis.

Os países também prometeram trabalhar mais para protegerem os mais vulneráveis do mundo, procurando limitar o aquecimento global médio para o baixo valor de 1,5º Celsius acima dos níveis pré-industriais. E os países desenvolvidos garantiram pelo menos 100 mil milhões de dólares em financiamento anual climático para ajudar os países menos desenvolvidos a reduzirem as suas emissões de carbono e a prepararem-se para as alterações climáticas. Pela primeira vez, um acordo internacional oferece fundos aos países menos desenvolvidos para cobrir parte da perda e danos causados pelos choques climáticos.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/hiemiNz/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.