stiglitz287_NIPAH DENNISAFP via Getty Images_covax Nipah Dennis/AFP via Getty Images

Como evitar uma recuperação global em forma de K

NOVA YORK – Os Estados Unidos esperam “comemorar a independência” do COVID-19 até o Dia da Independência (4 de julho), quando as vacinas terão sido disponibilizadas para toda a população adulta. Mas, para muitos países em desenvolvimento e mercados emergentes, o fim da crise ainda está muito distante. Como mostramos em um relatório para a Comissão de Transformação Econômica Global do Instituto do Novo Pensamento Econômico (INET), alcançar uma rápida recuperação global requer que todos os países possam declarar independência do vírus.

Como o coronavírus sofre mutação, ele colocará o mundo inteiro em risco, desde que continue a florescer em qualquer parte do mundo. Portanto, é fundamental que vacinas, equipamentos de proteção individual e produtos terapêuticos sejam distribuídos em todos os lugares o mais rapidamente possível. Na medida em que as atuais restrições de oferta são resultado de um mal projetado regime de propriedade intelectual internacional, elas são basicamente artificiais.

Embora a reforma sobre a Propriedade Intelectual em geral esteja defasada, o mais urgente agora é a suspensão ou a consolidação dos direitos de PI vinculados aos produtos necessários para combater o COVID-19. Muitos países estão implorando por isso, mas os lobbies corporativos nas economias avançadas resistiram e seus governos sucumbiram à miopia. A ascensão do “nacionalismo pandêmico” expôs uma série de deficiências no comércio global, nos investimentos e regimes de PI (que a Comissão do INET tratará em posterior relatório).

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/62uIiMJpt