Sebastien Rieussec/AFP/Getty Images

A promessa da telemedicina

ACRA/BASILEIA – Nos países de baixo e médio rendimento, as dificuldades no acesso a cuidados de saúde comprometem os resultados de saúde e prejudicam gerações inteiras. Mas, nalgumas comunidades de mais difícil acesso do mundo, a tecnologia está a revolucionar o envolvimento dos pacientes com a medicina moderna. Num canto remoto do Gana, um programa de “telemedicina” ilustra como os cuidados de saúde digitais podem ser eficazes, quando a sua cobertura é alargada às pessoas com acesso deficiente a cuidados de saúde.

Em 2011, as nossas organizações iniciaram o primeiro programa piloto de telemedicina do Gana, com o propósito de criar um modelo para a expansão nacional. Começando no município de Amansie Ocidental na região de Ashanti, 300 quilómetros (200 milhas) a noroeste da capital, Acra, procurávamos melhorar a qualidade dos cuidados de saúde em áreas isoladas, reduzir o tempo de transporte aos hospitais, e reduzir os custos com pacientes.

O programa, concebido em colaboração com operadores globais de telecomunicações, universidades, e ONG, contemplou inicialmente 30 comunidades rurais, e ligou perto de 35 000 pessoas a profissionais de saúde, através de uma central de atendimento devidamente equipada. Ao ligar estas comunidades a um centro de comunicações, enfermeiros, médicos e especialistas tornaram-se digitalmente disponíveis 24 horas por dia, oferecendo apoio imediato a pacientes e a profissionais comunitários de saúde (PCS).

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

Help make our reporting on global health and development issues stronger by answering a short survey.

Take Survey

http://prosyn.org/PRzPyEE/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.