frankel123_Andriy OnufriyenkoGetty Images_covidstatisticsgraph Andriy Onufriyenko/Getty Images

Estatísticas e a pandemia

CAMBRIDGE – “Existem três tipos de mentiras”, escreveu Mark Twain. "Mentiras, mentiras sagradas e estatísticas." Muitas vezes, a crise do COVID-19 deu apoio às suspeitas que  as palavras de Twain expressam.

Dados são essenciais para o combate da pandemia, mas as comparações entre países se concentraram demais no tipo errado. Isso deu a alguns líderes políticos um forte incentivo para minimizar a pandemia, possivelmente contribuindo para milhões de mortes.

Dada a desconfiança generalizada de especialistas e da mídia tradicional, é importante enfatizar que os dados COVID-19 sejam os mais informativos e confiáveis ​​possíveis. A maior parte das atenções está centrada nas infecções e mortes registradas oficialmente nos países. A primeira prioridade estatística aqui é bastante óbvia: dividir os casos e mortes pelo tamanho da população para expressá-los em termos per capita.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/oujj4Bbpt