Yanis Varoufakis Wiktor Dabkowski/ZUMA Wire

O efeito Varoufakis?

ATENAS – Na carta que redigiu no final de 2015, Holger Schmieding, do banco de investimento Berenberg de Hamburgo, advertiu os clientes da sua agência de que o risco político deve ser o motivo da sua preocupação neste momento. Para ilustrar a sua afirmação, publicou o gráfico infra, que mostra como a confiança dos empresários desabou na Grécia durante o final da Primavera de 2015, e foi recuperada após a minha demissão do Ministério das Finanças. Schmieding chamou a este fenómeno o “efeito Varoufakis”.

Não há dúvida de que actualmente os investidores se devem preocupar - e muito - com o risco político, incluindo a capacidade que os políticos e burocratas têm para causar danos incalculáveis a uma economia. No entanto, devem também ser cautelosos relativamente a analistas que são incapazes de, ou não têm interesse em distinguir entre causalidade e correlação, e entre insolvência e falta de liquidez. Por outras palavras, devem ser cuidadosos relativamente a analistas como Schmieding.

Efectivamente, a confiança das empresas na Grécia desabou alguns meses após eu ter assumido o cargo de Ministro das Finanças. E foi recuperada um mês após a minha demissão. A correlação é tangível. Mas será que a causalidade também o é?

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/RN9l351/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.