As três questões do Leste da Europa

WASHINGTON, DC - Hoje, o projecto europeu está a tremer. É claro que estou confiante que a crise da dívida soberana em curso, da zona euro, será superada e que uma Europa mais integrada e eficaz surgirá. Mas, para chegar a essa Europa melhorada, não é só a crise da dívida soberana que deve ser resolvida; as relações com os três principais países da Europa do Leste - Turquia, Rússia e Ucrânia - terão de ter uma base mais segura.

Eu faço parte da geração do meu país que viveu a transição da ditadura para a democracia há quatro décadas. Para nós, a União Europeia era um sonho. Na verdade, costumávamos citar Ortega y Gasset: “Se a Espanha é o problema, a Europa é a solução”.

Continuo a acreditar, profundamente, que a Europa é a solução, particularmente para as sociedades que precisam aprofundar – se não estabelecer - uma tradição democrática. A intensificação das relações entre a Europa e a Turquia, a Rússia e a Ucrânia pode oferecer-lhes os mesmos benefícios que nós, em Espanha, sempre associámos com a Europa.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To continue reading, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you are agreeing to our Terms and Conditions.

Log in

http://prosyn.org/j6mulYr/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.