Mark Weber

A crise dos 60 anos?

JERUSALÉM – “A Europa é aborrecida: graças a Deus, para vocês e para nós”, disse-me o meu interlocutor. “Hoje, o drama está no Médio Oriente, o crescimento está na Ásia, a esperança está em África e a proximidade com os Estados Unidos da América está na América Latina. A Europa não está em lugar nenhum – tornou-se no continente perdido”.

Há, evidentemente, alguma provocação e muita ironia nestas observações. Há alguns anos, o este interlocutor ocupava importantes cargos na diplomacia dos EUA; hoje, é uma figura chave do sistema estabelecido em Nova Iorque. E a sua provocação destaca uma triste realidade que os europeus devem aceitar e enfrentar: A Europa já não interessa à América.

Sim, é verdade que o alargamento da União Europeia desde 2004 foi precedido pela expansão da OTAN [NATO] para Leste. Mas isso não fez grande diferença; no fim de contas, a América também está a perder interesse na OTAN, cuja actuação revelou-se não totalmente convincente na Líbia e francamente pobre no Afeganistão.

To continue reading, please log in or enter your email address.

Registration is quick and easy and requires only your email address. If you already have an account with us, please log in. Or subscribe now for unlimited access.

required

Log in

http://prosyn.org/rikjKeB/pt;