Contactless cards

Por que razão a Europa ainda necessita de numerário

FRANKFURT – Os sistemas de pagamentos na Europa enfrentam mudanças profundas. Com a revolução digital a oferecer formas de liquidação de transações cada vez mais rápidas e convenientes, o numerário parece não ter futuro, na opinião de alguns. Contudo, menosprezar o papel das notas e moedas na economia seria um erro.

Nos últimos anos, têm proliferado as opções de pagamento sem a utilização de numerário. O recurso a cartões de crédito, transferências bancárias através da Internet e pagamentos por débito direto já é uma prática comum. Presentemente, as soluções de pagamento com o telemóvel e os “porta-moedas móveis” estão também a ganhar terreno. O surgimento de inovações potencialmente revolucionárias, como as tecnologias de registo descentralizado de transações (ou seja, “tecnologia de livro-razão distribuído”), deixa antever que podem estar no horizonte outras alterações, possivelmente mais radicais.

Independentemente destas opções novas e incipientes, vários estudos defendem a abolição do numerário. Os defensores de uma sociedade sem numerário tendem a dividir-se em três campos distintos.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/TpnDv2o/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.