Flood in India Pacific Press

A geopolítica dos desafios ambientais

LONDRES – A maior parte do mundo parece estar no limite. A relação do Ocidente com a Rússia, o futuro da OTAN [NATO], a guerra civil síria e os refugiados, a ascensão do populismo de direita, o impacto da automatização e a iminente saída do Reino Unido da União Europeia: todos estes tópicos - e mais - originaram o debate público em todo o mundo. Mas há uma questão - há quem a considere a mais significativa de todas – que está a ser ignorada ou posta de lado: o ambiente.

Foi o que aconteceu na reunião anual deste ano do Fórum Económico Mundial, em Davos, Suíça. Com exceção de uma menção ao acordo climático de Paris feita pelo presidente chinês, Xi Jinping, temas como as alterações climáticas e o desenvolvimento sustentável nem sequer fizeram parte do discurso principal. Em vez disso, foram relegados e discutidos em reuniões secundárias que raramente pareciam cruzar-se com os acontecimentos políticos e económicos atuais.

Permitir que as questões ambientais caiam no esquecimento, neste momento de instabilidade geopolítica e social, é um erro e não apenas por este ser um momento crítico na luta para lidar com as alterações climáticas. A degradação ambiental e a insegurança de recursos naturais estão a enfraquecer a nossa capacidade de resolver alguns dos maiores problemas globais que enfrentamos.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/C43F1Qn/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.