A Era da Vulnerabilidade

NOVA IORQUE – Dois novos estudos mostram, mais uma vez, a magnitude do problema de desigualdade que assola os Estados Unidos. O primeiro, o relatório anual sobre rendimento e pobreza do Departamento do Censo dos EUA, mostra que, apesar da suposta recuperação da economia depois da Grande Recessão, os rendimentos dos Americanos comuns continuam a estagnar. O rendimento médio das famílias, ajustado pela inflação, permanece abaixo do seu nível de há um quarto de século.

Costumava pensar-se que a maior força da América não era o seu poderio militar, mas um sistema económico que o mundo invejava. Mas porque tentariam outros imitar um modelo económico em que uma grande parte – talvez a maioria – da população vê os seus rendimentos estagnar, enquanto os rendimentos mais elevados disparam?

Um segundo estudo, o Relatório do Desenvolvimento Humano de 2014, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, corrobora estas conclusões. Todos os anos, o PNUD publica uma lista de países ordenados pelo seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), que incorpora outras dimensões do bem-estar para além do rendimento, incluindo a saúde e a educação.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/6rfL1sS/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.