Skip to main content

boggio1_ PIKONGAFPGetty Images_malaria indonesia Pikong/AFP/Getty Images

Como travar o insucesso da luta contra a malária

SMITHFIELD, RHODE ISLAND/HANOI – Quando se trata de lutar contra as doenças infecciosas, o progresso não pode ser aferido pela disponibilidade de recursos; a métrica mais importante é o número de vidas salvas. Por esta medida, o mundo está à beira de perder a sua batalha com a malária.

Após anos de ganhos impressionantes, os esforços globais para combater as doenças transmitidas pelos mosquitos foram interrompidos. De acordo com o mais recente relatório sobre a malária da Organização Mundial da Saúde (OMS), 219 milhões de casos foram relatados em 2017, um aumento de três milhões em relação ao ano anterior. Além disso, embora o total de mortes anuais se tenha mantido estável em cerca de 435.000, a diminuição reverteu em algumas regiões.

Mais alarmante, a taxa de mortalidade pode aumentar ainda mais. Dados do Consórcio da acção para a saúde - um grupo sem fins lucrativos comprometido com a eliminação da malária incurável no Sudeste da Ásia - mostra um alto risco de malária resistente a medicamentos a propagar-se da Ásia para a África Subsariana, a região mais afectada pela malária a nível mundial. Este não é um problema sem precedentes. No final dos anos 1950, a resistência ao medicamento anti-malária à base de cloroquina surgiu no Camboja e alastrou para (e por toda) a África durante a década de 1980, resultando num aumento de duas a seis vezes da mortalidade causada pela malária. Sem uma intervenção urgente e coordenada, esta situação poderia ocorrer novamente, porém, desta vez muito mais rapidamente.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

Help make our reporting on global health and development issues stronger by answering a short survey.

Take Survey

https://prosyn.org/mGWAmvS/pt;
  1. reinhart39_ Sha HantingChina News ServiceVisual China Group via Getty Images_jerome powell Sha Hanting/China News Service/Visual China Group via Getty Images

    Jerome Powell’s Dilemma

    Carmen M. Reinhart & Vincent Reinhart

    There is a reason that the US Federal Reserve chair often has a haunted look. Probably to his deep and never-to-be-expressed frustration, the Fed is setting monetary policy in a way that increases the likelihood that President Donald Trump will be reelected next year.

    0
  2. mallochbrown10_ANDREW MILLIGANAFPGetty Images_boris johnson cow Andrew Milligan/AFP/Getty Images

    Brexit House of Cards

    Mark Malloch-Brown

    Following British Prime Minister Boris Johnson's suspension of Parliament, and an appeals court ruling declaring that act unlawful, the United Kingdom finds itself in a state of political frenzy. With rational decision-making having become all but impossible, any new political agreement that emerges is likely to be both temporary and deeply flawed.

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated Cookie policy, Privacy policy and Terms & Conditions