eu us dollar board ADRIAN DENNIS/AFP/Getty Images

O dólar e os seus descontentes

BRUXELAS – O unilateralismo do presidente dos EUA, Donald Trump, está a reconfigurar o mundo de forma profunda e irreversível. Está a enfraquecer o trabalho de muitas instituições multilaterais. Outros países, por seu lado, já não encaram os Estados Unidos como sendo um parceiro fiável de alianças, e sentem-se impelidos a desenvolver as suas próprias competências geopolíticas.

Agora, a administração Trump está a minar o papel global do dólar. Ao ter reinstituído unilateralmente as sanções sobre o Irão, está a ameaçar com penalizações as empresas que desenvolvam actividade com a República Islâmica, negando-lhes acesso aos bancos dos EUA.

Esta ameaça é séria, porque os bancos dos EUA são a principal fonte dos dólares usados em transacções transfronteiriças. Segundo a Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication (SWIFT), os dólares são usados em quase metade de todos os pagamentos transfronteiriços, uma proporção que é muito maior do que o peso dos EUA na economia mundial.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/GzX9TIK/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.