kremer2_Brent StirtonGetty Images_farmerphone Brent Stirton/Getty Images

Construir rumo ao futuro com a agricultura digital

CAMBRIDGE/ROME – A pandemia de COVID-19 está a reformular as sociedades em todo o mundo, em parte através da aceleração da revolução digital que já estava em curso no início do ano. Desde então, as empresas instituíram o teletrabalho de forma massiva. As reuniões internacionais agora têm lugar online, com chefes de estado e líderes do setor industrial a participar a partir de casa. Os alunos aprendem à distância e os pagamentos digitais estão a substituir cada vez mais os pagamentos em dinheiro.

Mas com a tecnologia a influenciar as nossas vidas mais do que nunca, existe o risco de ela se espalhar de forma desigual, reforçando as desigualdades existentes e deixando as pessoas mais pobres do mundo para trás. Isso não é inevitável. As tecnologias digitais podem ajudar a acabar com a pobreza e a fome mundiais mais rapidamente, inclusive nas áreas rurais dos países em desenvolvimento, onde a maioria das pessoas ganha a vida com a agricultura.

A agricultura digital – na qual os agricultores usam telemóveis e outras tecnologias digitais para acederem a informações agrícolas personalizadas e úteis em tempo real – poderia revolucionar a maneira como essas comunidades protegem e melhoram os seus meios de subsistência. Ao fazermos hoje os investimentos certos, enquanto muitos agentes de extensão agrícola estão impedidos de visitar os agricultores pessoalmente, podemos impulsionar a adoção digital e começar a fechar a lacuna de rendimento que há muito retém as áreas rurais.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/eHUFFW1pt