vaccination Mohammed Huwais/AFP/Getty Images

Novas vias para a liderança no desenvolvimento internacional

SEATTLE – A ajuda pública ao desenvolvimento (APD) contribui para salvar vidas, construir sociedades mais estáveis e mais seguras e lançar "poder suave" em todo o mundo. Trata-se de um aspecto que o meu chefe, Bill Gates, trouxe recentemente para casa, quando se dirigiu aos principais teóricos militares e da segurança do Reino Unido no Royal United Services Institute, em Londres.

Tinha sido perguntado a Bill Gates como é que responderia a um britânico que se sentisse "desmoralizado" pelo facto de o Reino Unido ser um dos poucos países que cumprem o compromisso assumido com as Nações Unidas de gastar 0,7% do seu rendimento nacional bruto na ajuda ao desenvolvimento. No entanto, sublinhar o impacto da APD britânica era apenas parte da resposta; Bill Gates salientou também muitos outros países que também cumprem os seus compromissos em matéria de ajuda.

Na Europa, a Dinamarca, há já algum tempo que a Holanda, a Noruega, o Luxemburgo e a Suécia têm dado cumprimento ao limiar estabelecido pela ONU, e a Alemanha veio recentemente juntar-se a esta categoria. A França ainda não atingiu essa categoria, mas está a aumentar a sua contribuição.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/uauxxaR/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.