Um Novo Rumo para a Saúde Global

NOVA IORQUE – É fácil ficar desencorajado com o estado actual da cooperação internacional, mas a saúde global continua a ser uma área em que o mundo se reuniu para fazer o bem de modo significativo. Durante a última dúzia de anos, iniciativas internacionais distribuíram tratamento para o VIH/SIDA a milhões de pessoas, expandiram a imunização infantil, e impulsionaram um crescimento dramático no apoio global à abordagem a outros desafios de saúde, da malária à saúde materna.

O apoio internacional à saúde global é um investimento na prosperidade futura dos países em desenvolvimento e no bem-estar dos seus povos. É um investimento que os países mais ricos do mundo podem perfeitamente custear.

Por exemplo, os Estados Unidos são o maior contribuinte para a ajuda à saúde global, que totalizou apenas 0,23% da despesa dos EUA em 2013. O retorno desse investimento foi notável. A mortalidade infantil está a cair a pique. Milhões que teriam de outro modo perecido com o VIH/SIDA estão hoje vivos. Países que eram receptores de ajuda são cada vez mais auto-suficientes – e tornaram-se consequentemente melhores parceiros comerciais e estratégicos.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/uKUa18s/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.