kufuor2_JEKESAI NJIKIZANAAFP via Getty Images_zimbabwe food scheme Jekesai Njikizana/AFP via Getty Images

Liderança na nutrição no decurso de uma pandemia

ACRA – Diz um provérbio africano: “Quando a música muda, a dança também muda”. Ao mesmo tempo que governos de todo o mundo se esforçam por protegerem as suas populações dos efeitos sanitários e económicos da pandemia de COVID-19, o papel da liderança determinada nunca foi tão importante, sobretudo na área da nutrição.

Quando fundámos, há quatro anos, a Líderes Africanos pela Nutrição, o nosso objectivo consistia em destacar ideias revolucionárias que resolvessem a subnutrição no continente. Nenhum dos fundadores do nosso grupo (o presidente do Banco Africano de Desenvolvimento, Akinwumi A. Adesina, o falecido ex-secretário-geral das Nações Unidas, Kofi A. Annan, e eu próprio) poderia ter imaginado a pressão que a pandemia colocaria sobre a agenda global para o desenvolvimento.

A ameaçada representada por este novo vírus obriga-nos a enfrentar a subnutrição de novas formas. A COVID-19 revelou ineficiências e desigualdades em todos os nossos esforços para a consecução de melhorias robustas e duradouras na nutrição. O número crescente de casos de COVID-19 em África ameaça aumentar ainda mais a fome e a subnutrição, e tornou evidente que devemos alterar o modo como pensamos.

To continue reading, register now.

Subscribe now for unlimited access to everything PS has to offer.

Subscribe

As a registered user, you can enjoy more PS content every month – for free.

Register

https://prosyn.org/f42zeDipt