sachs339_GUILLAUME SOUVANTAFP via Getty Images_covidvaccine Guillame Souvant/AFP via Getty Images

Compartilhem a propriedade intelectual sobre o COVID-19

NOVA YORK – Os governos da África do Sul, Índia e dezenas de outros países em desenvolvimento estão pedindo que os direitos sobre a propriedade intelectual (PI), incluindo patentes de vacinas, sejam suspensos ​​para acelerar a produção mundial de suprimentos para combater o COVID-19. Todos estão absolutamente corretos. A PI para combater o COVID-19 deveria ser dispensada e, de fato, ativamente compartilhada entre cientistas, empresas e países.

A indústria farmacêutica e os governos de vários países produtores de vacinas, incluindo os Estados Unidos e o Reino Unido, bem como a Comissão Europeia, têm resistido à isenção de PI, enquanto 150 líderes públicos e especialistas enviaram uma carta aberta ao presidente dos EUA Joe Biden em apoio a essa reivindicação. Não há mais dúvidas sobre quem está certo. Dado o surto do COVID-19 em várias regiões, mais recentemente na Índia, o surgimento contínuo de novas e mortais variantes do vírus e a incapacidade dos atuais produtores de vacinas de acompanhar as necessidades globais, uma isenção de PI ou equivalente torna-se uma necessidade prática urgente, bem como um imperativo moral.

Como princípio geral, a PI não deveria impedir o aumento da produção para combater o COVID-19 ou qualquer outra emergência de saúde pública. Precisamos de mais países para produzir vacinas, kits de teste e outros produtos necessários. Atrasos relacionados à PI podem significar milhões a mais de mortes por COVID-19 e mais mutações virais que afetam toda a população mundial, possivelmente infectando pessoas que já foram vacinadas.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/SmPIA5opt