johnson140_KENA BETANCURAFP via Getty Images_covidairport Kena Betancur/AFP via Getty Images

É hora de flexibilizar as restrições para as viagens globais

WASHINGTON, DC – Qualquer pessoa que se arriscar a uma visita ao Canadá nos dias de hoje precisa ter cuidado. Os canadenses estão ameaçando com seis meses de prisão e até US$ 750.000 em multas por desobedecer às regras de testagem e quarentena na chegada ao país. No Reino Unido, o secretário de saúde alertou que os viajantes que chegarem de fora do Reino Unido podem pegar dez anos de prisão caso registrem incorretamente seu paradeiro anterior nos formulários de entrada. O governo Biden recentemente estendeu a proibição total impedindo a maioria dos não americanos na Europa de viajar para os Estados Unidos, com ameaças de multas e deportação pelo não cumprimento.

Essas complexas restrições e em constante mudança tornam as viagens ao exterior uma possibilidade assustadora. Parentes continuam morrendo sem a visita de seus entes queridos, os pais estão isolados dos filhos e há menos empregos em atividades relacionadas a viagens. É hora de flexibilizar essas regras de maneira responsável.

Os riscos do COVID-19 foram drasticamente alterados em função da vacinação. Todas as vacinas autorizadas pelo FDA dos EUA se mostraram mais de 95% eficazes na prevenção de mortes e mais de 90% na prevenção de doenças graves, inclusive contra a variante delta mais infecciosa. A vacinação reduz a taxa geral de mortalidade por infecção (IFR), que mede as mortes entre pessoas infectadas, de 0,41% para cerca de 0,02%. (Como o IFR varia significativamente com a idade, calculamos essas proporções a partir de dados oficiais por faixa etária, ponderados pela composição etária da população dos EUA).

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/mLEfwslpt