Climate change protest in Germany Sascha Svhuermann/Getty Images

Acabar com os investimentos sujos

GENEBRA – As soluções para a crise climática são muitas vezes associadas a grandes conferências, e as próximas duas semanas irão certamente trazer muitas "respostas". Cerca de 20 mil delegados chegaram recentemente a Bona, Alemanha, para a última ronda de conversações sobre as alterações climáticas das Nações Unidas.

As conversações em Bona devem centrar-se na implementação do acordo climático de Paris. E o caminho a seguir é claro. A única forma de manter o aumento das temperaturas globais dentro do limite definido em Paris — ou seja "a bem menos de 2 ºC" em comparação com a temperatura da era pré-industrial — é afastar o capital dos combustíveis fósseis e canalizá-lo para os projectos sem emissões de carbono. Para o efeito, é necessário alterar a forma de gerir os investimentos globais em energia.

Actualmente, os governos que lideram a luta contra as alterações climáticas continuam a apoiar e a proteger os investimentos na exploração, extracção e transporte de combustíveis fósseis. Em vez de investirem em habitações energeticamente eficientes, mobilidade sem emissões de carbono, energias renováveis e melhores sistemas de uso do solo, tais governos dizem uma coisa, mas fazem outra.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/rhzAHr9/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.