doerries1_ Stephanie KeithGetty Images_gretathunberg Stephanie Keith/Getty Images

A Tragédia das Mudanças Climáticas

NOVA YORK –  “Como é terrível saber quando, se no final, saber não te servirá de nada”, lamenta o profeta cego Tirésias em Édipo Rei de Sófocles. Édipo o convocou para revelar a fonte da peste e do desastre ecológico que assola Tebas. Mas Tirésias sabia que o rei rejeitaria a verdade. Os cientistas do clima e epidemiologistas de hoje podem se identificar com Tirésias.

Como Tirésias, os cientistas modernos sabem para onde o planeta está se dirigindo e por quê. Descobriram não por meio de profecias, mas por meio de incontáveis ​​experimentos duplo-cegos, testes randomizados e rigorosa revisão por seus pares. Suas evidências são incontestáveis ​​e o consenso entre eles é avassalador. Mas seu secular augúrio não consegue superar a indiferença intencional dos políticos ou do público. Saber nada lhes adianta, porque poucos estão ouvindo.

Se houver uma maneira de os cientistas chegarem às pessoas e seus líderes, a chave será mudar não o que eles dizem, mas como eles o dizem. A linguagem da ciência é desapaixonada por natureza. Em contraste, as múltiplas crises que nosso planeta enfrenta são urgentes e intensas, e as decisões individuais e coletivas que estão alimentando essas crises possuem altos riscos emocionais e éticos. Uma pandemia virulenta tirou a vida de três milhões de pessoas. A Terra está passando por uma sexta extinção em massa. E os problemas irão aumentar.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/2b3gz2lpt