Oil refinery and petroleum storage tanks in Edmonton MyLoupe/UIG via Getty Images

O Canadá assume a liderança nas emissões de metano

OTTAWA/WASHINGTON, DC –Na luta contra as alterações climáticas, o dióxido de carbono atrai a maior parte da atenção dos órgãos reguladores. Mas embora o duradouro CO2 seja um dos principais contribuintes para o aumento das temperaturas, não é o único culpado. Outros super poluentes de curta duração estão também a aquecer o planeta e nenhum tem uma maior necessidade de regulação do que o metano.

De acordo com o Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas, o metano é um gás 86 vezes mais potente do que o CO2, a captar o calor, durante um período de 20 anos, e é responsável por cerca de um quinto do aumento de temperatura causado pelos seres humanos. Se a comunidade internacional quiser ter alguma hipótese de cumprir os objetivos estipulados pelo Acordo de Paris sobre o clima e manter o aquecimento global a um nível bem abaixo dos 2°C acima dos níveis pré-industriais, o controlo do metano tem de ter prioridade máxima. No entanto, isso não acontece presentemente à escala mundial e apenas um pequeno grupo de países –liderado muito recentemente pelo Canadácomprometeu-se a gerir o metano.

Um relatório recente da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos (NAS) apelidou o metano de problema de política “intrigante”, pelo facto de não haver uma causa dominante. Recentes picos nas emissões foram atribuídos a diversas fontes, incluindo incêndios florestais e fermentação em campos de arroz.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/eNRv4r8/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.