An employee walking at the Rumaila natural gas powerstation Haidar Mohammed Ali/Getty Images

O mito da eliminação progressiva dos combustíveis fósseis

BRUXELAS – A forma como o mundo utiliza a energia é um tópico importante para um planeta que está em aquecimento, e os receios relativos à poluição e à pressão sobre os recursos geraram uma corrida às armas virtual de estratégias em matéria de eficiência energética. Desde a União Europeia até à China, as economias prometem reduzir a sua intensidade energética com a ajuda de inovações tecnológicas e de alterações legislativas.

No entanto, apesar destas promessas, a Agência Internacional da Energia prevê que a procura de energia pelos consumidores irá aumentar, pelo menos, até 2040. Com a crescente necessidade energética a nível mundial, como poderão os decisores políticos garantir o aprovisionamento?

Para falar francamente, o mundo não tem nada a recear no que se refere às reservas. Após 40 anos de receio de escassez energética, entrámos numa era de abundância. Devemos proteger-nos contra as falsas narrativas, não contra a escassez de recursos.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/HjsdRlg/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.