Scientists observe biodiversity Boris Hovat/Getty Images

Fazer soar o alarme na perda de biodiversidade

NORWICH – Com a conferência sobre as alterações climáticas das Nações Unidas em curso, em Bonn, Alemanha, o aumento das temperaturas globais está mais uma vez no topo da agenda mundial. Mas porque é que nos haveriamos de importar com o aumento da temperatura, se não fosse por causa de seu impacte na vida na Terra, incluindo a vida humana?

Essa é uma questão importante a considerar, tendo em conta a relativa falta de atenção dedicada a uma ameaça intimamente relacionada e igualmente importante para a sobrevivência humana: o ritmo alarmante da perda de biodiversidade global.

A disponibilidade de alimento, água e energia – elementos de base fundamentais na segurança de cada país – depende de ecossistemas saudáveis, robustos e diversificados, e da vida que lá habita. Mas, como resultado de atividades humanas, a biodiversidade planetária está agora a diminuir a um ritmo mais rápido do que em qualquer outra época da história. Muitos governantes, no entanto, ainda têm de reconhecer que a perda de biodiversidade é uma ameaça tão grave como a subida do nível do mar e os cada vez mais frequentes fenómenos meteorológicos extremos.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/3Oloqme/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.