Boston tram Boston Globe/Getty Images

A Riqueza escondida das cidades

ESTOCOLMO — O mundo está a tornar-se cada vez mais urbanizado, dado que, mais do que nunca, as pessoas estão a optar por viver nas cidades. O problema que se levanta é que a maioria das zonas urbanas não estão preparados para gerir este afluxo.

As cidades de todo o mundo enfrentam uma crise de investimento iminente, que as torna menos habitáveis do que seria desejável. A manutenção das infra-estruturas económicas e sociais essenciais, para não mencionar a planificação do desenvolvimento, está a ser adiada por falta de verbas. Com as finanças dos governos locais sobrecarregadas por despesas cada vez maiores, os recursos públicos em muitas cidades estão fortemente limitados.

Isto não tem necessariamente de ser assim. Até as cidades com dificuldades possuem um leque de activos comerciais que podem ser utilizados para inverter esta tendência. O desbloqueio do valor público dos imóveis inadequadamente utilizados, por exemplo, ou a monetarização dos transportes e dos bens utilitários, podem e devem passar a estar no centro das estratégias urbanas. Esta medida não requer a privatização, pelo contrário, os activos poderiam gerar um rendimento razoável, libertando mais recursos do que aqueles que a maioria das cidades detém actualmente. Com efeito, as cidades poderiam mais do que duplicar os seus investimentos através de uma gestão mais inteligente dos activos, sem ter de aumentar os impostos ou reduzir a despesa.

To continue reading, please log in or enter your email address.

Registration is quick and easy and requires only your email address. If you already have an account with us, please log in. Or subscribe now for unlimited access.

required

Log in

http://prosyn.org/kGLIhVk/pt;

Handpicked to read next