pei79_CostfotoBarcroft Media via Getty Images_didi Costfoto/Barcroft Media via Getty Images

A China está a matar a sua galinha dos ovos de ouro da tecnologia

CLAREMONT, CALIFÓRNIA – Os políticos dos EUA de ambos os partidos do Congresso estão preocupados com o facto de a China poder estar a ultrapassar os Estados Unidos como líder mundial na área da ciência e tecnologia. Numa rara demonstração de bipartidarismo, o Senado que normalmente se encontra numa situação de beco sem saída aprovou um projeto de lei no início de junho para gastar cerca de 250 mil milhões de dólares na próxima década para promover investigações inovadoras. Mas os legisladores podem estar a preocupar-se desnecessariamente, porque o governo chinês parece estar a fazer todos os possíveis para perder a sua corrida tecnológica contra os Estados Unidos.

O exemplo mais recente da tendência da China para a autoflagelação é a ação reguladora repentina e arbitrária tomada pela Administração do Ciberespaço da China (CAC) contra a Didi Chuxing, uma empresa de transporte que recentemente aumentou 4,4 mil milhões de dólares numa oferta pública inicial (OPI) na Bolsa de Valores de Nova Iorque. A 2 de julho, apenas dois dias após a oferta bem-sucedida da Didi, que valorizou a empresa em mais de 70 mil milhões de dólares, a CAC, um departamento do partido que está no poder, Partido Comunista da China (PCC), disfarçado de agência do governo, anunciou uma verificação de segurança de dados da empresa. Dois dias depois, a CAC ordenou abruptamente a remoção da Didi das lojas de aplicações, uma medida que aniquilou quase um quarto do valor de mercado da empresa.

A medida repressiva do PCC contra a Didi, sob o pretexto de segurança de dados, parece ser apenas o começo de uma campanha mais ampla para afirmar o controlo sobre o próspero setor de tecnologia da China. A 9 de julho, a CAC chocou ainda mais os empresários de tecnologia e os seus investidores ocidentais com um anúncio oficial de que todas as empresas com dados provenientes de mais de um milhão de utilizadores têm de passar pela sua verificação de segurança antes de qualquer cotação de ações em bolsas de valores estrangeiras. Uma vez totalmente implementada, esta nova política poderá paralisar o acesso das empresas chinesas de tecnologia ao capital estrangeiro.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/g3gebjept