É Tempo de Pôr à Prova o Irão

NOVA IORQUE – A maioria dos debates a respeito da forma como lidar com os esforços do Irão para desenvolver armas nucleares centra-se em duas opções. A primeira consiste em confiar na dissuasão e viver com um Irão que tem um pequeno arsenal nuclear ou a capacidade para o montar em pouco tempo. A segunda opção passa por lançar um ataque militar preventivo, com o objectivo de destruir partes críticas do programa iraniano e atrasar o seu progresso por um período de cerca de dois anos ou mais.

Mas, surgiu agora uma terceira opção: a negociação de um tecto para o programa nuclear que não seja muito baixo para o governo do Irão e que não seja muito alto para os Estados Unidos, Israel e para o resto do mundo.

Na verdade, esta opção já existe há alguns anos - e esteve presente em várias rondas de negociações. O que se alterou, contudo, foi o contexto. E as alterações no contexto podem ser críticas. Na verdade, o que acontece fora da mesa de negociações quase sempre determina o resultado do frente-a-frente negocial.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles from our archive every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/ptE2kSG/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.