Estarão os seres humanos a melhorar?

MELBOURNE - Com títulos a focar diariamente a guerra, o terrorismo, os abusos de governos repressivos e com os líderes religiosos a lamentarem frequentemente o declínio dos padrões de comportamento público e privado, é fácil ficar com a impressão de que estamos a testemunhar um colapso moral. Mas acho que temos motivos para estarmos optimistas em relação ao futuro.

Há trinta anos, escrevi um livro intitulado The Expanding Circle, onde afirmei que, historicamente, o círculo de seres a quem nós estendemos consideração moral alargou-se, primeiro, da tribo à nação, depois, à raça ou grupo étnico, depois, a todos os seres humanos, e, finalmente, aos animais não-humanos. Isso, certamente, é progresso moral.

Poderíamos pensar que a evolução leva à selecção de indivíduos que pensam apenas nos seus próprios interesses, e dos seus parentes, uma vez que os genes para tais características seriam mais propensos a propagarem-se. Mas, tal como argumentei na altura, o desenvolvimento do raciocínio pode levar-nos a uma direcção diferente.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles from our archive every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/HJ485MM/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.