kahmed1_Vincent Kalut  Photonews via Getty Images_coronavirusvaccine Vincent Kalut/Photonews via Getty Images

As vacinas podem ser distribuídas de forma antirracista?

NOVA YORK – Uma vacina segura e eficaz pode desempenhar um importante papel para mitigar a pandemia do COVID-19. No entanto, mesmo que tal vacina seja encontrada, é altamente improvável que um número suficiente de doses possa ser produzido nos próximos 2 a 3 anos para garantir o acesso igualitário para todos. Portanto, quando uma vacina COVID-19 estiver disponível, quem deveria recebê-la primeiro?

A maioria das diretrizes para destinar os limitados suprimentos de vacinas colocaria os profissionais de saúde na linha de frente. Mas há pouco consenso sobre como uma vacina para o COVID-19 deveria ser disponibilizada para além desse grupo.

Diretrizes para a distribuição de vacinas durante uma pandemia de influenza, lançadas em 2018 pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), colocariam certos funcionários da segurança nacional no topo da lista, ao lado dos profissionais de saúde. Isso reflete a tendência pré-COVID-19 do CDC de enfatizar a securitização da saúde: uma vacina contra influenza, afirmam as diretrizes, deveria ser distribuída de forma a “manter a segurança nacional, cuidados com a saúde e outros serviços comunitários essenciais”.

To continue reading, register now.

As a registered user, you can enjoy more PS content every month – for free.

Register

or

Subscribe now for unlimited access to everything PS has to offer.

https://prosyn.org/MySA5xfpt