Skip to main content

mahroum17_GettyImages_businesswomanrobelaptop Getty Images

Como funcionaria uma Utopia de IA

ANTUÉRPIA – Passaram mais de 500 anos desde que Sir Thomas More encontrou a inspiração para o “Reino de Utopia” ao passear pelas ruas de Antuérpia. Portanto, quando aí estive em Maio, vindo do Dubai, para falar sobre inteligência artificial (IA), não pude deixar de traçar paralelos com Raphael Hythloday, o personagem da Utopia que deleitou os ingleses do século XVI com histórias sobre um mundo melhor.

Sendo o lar do primeiro Ministério da IA do mundo, bem como de museus, academias e fundações dedicadas ao estudo do futuro, o Dubai percorre a sua própria viagem Hythloday-esca. Enquanto a Europa, em geral, fica cada vez mais ansiosa com as ameaças tecnológicas ao emprego, os Emirados Árabes Unidos têm abraçado entusiasticamente o potencial economizador de mão-de-obra da IA e da automação.

Existem razões práticas para esta situação. O rácio entre a mão-de-obra indígena e estrangeira nos estados do Golfo é muito desequilibrado, indo de um máximo de 67% na Arábia Saudita a um mínimo de 11% nos EAU. E como o ambiente desértico da região não permite mais crescimento populacional, a perspectiva de substituir pessoas por máquinas tornou-se cada vez mais atraente.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

Read more about the changing nature of value in the age of Big Data, artificial intelligence, and automation.

Click here

https://prosyn.org/tynIW5F/pt;
  1. bildt69_DELIL SOULEIMANAFP via Getty Images_syriansoldiermissilegun Delil Souleiman/AFP/Getty Images

    Time to Bite the Bullet in Syria

    Carl Bildt

    US President Donald Trump's impulsive decision to pull American troops out of northern Syria and allow Turkey to launch a military campaign against the Kurds there has proved utterly disastrous. But a crisis was already inevitable, given the realities on the ground and the absence of a coherent US or Western policy in Syria.

    2

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated Cookie policy, Privacy policy and Terms & Conditions