solar power africa Isaac Kasamani/AFP/Getty Images

Impulsionar a transformação de África

CIDADE DO CABO/LAGOS - A África tem um futuro brilhante pela frente. A produtividade e o crescimento irão melhorar na medida em que as economias africanas continuarão a dar mais ênfase aos serviços e à produção, a prosseguir na produção de produtos de base e a obter resultados rápidos na agricultura e na indústria ligeira.

Mas o sucesso dos países africanos pressupõe que produzem e geram energia de forma sustentável para acompanhar a procura crescente. Nos próximos 35 anos, a população da África continuará a crescer, prevendo-se que 800 milhões de pessoas do continente se desloquem para as cidades. E os africanos já estão desproporcionalmente expostos aos efeitos adversos das alterações climáticas, apesar de serem colectivamente responsáveis por menos de 4% das emissões mundiais de gases com efeito de estufa.

As áreas urbanas terão de reduzir as pressões ambientais através da promoção de sistemas energéticos hipocarbónicos, transportes colectivos eléctricos e iniciativas de eficiência energética, bem como da utilização de combustíveis de cozinha mais limpos. E as áreas rurais são susceptíveis de criar novas oportunidades de redução da necessidade de migração urbana, expandindo os sistemas de energia renovável e o acesso à energia.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles from our archive every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/MXe16dh/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.