1

As negociações com o Irão à beira do precipício

GENEBRA - O problema do tipo de provocação que se desenvolve actualmente em torno do programa nuclear do Irão é o facto de ser extremamente fácil de cair no precipício. Nas duas primeiras rondas de novas conversações entre o Irão e os P5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas mais a Alemanha), em Istambul, em Abril, e em Bagdad, em Maio, ambos os lados ainda tropeçaram à beira do precipício. Agora, após a terceira ronda em Moscovo, eles estão apenas seguros pelas pontas dos dedos.

Nenhum dos lados foi preparado para se comprometer com qualquer questão de fundo. Eles acordaram - simplesmente - em manter a reunião do início de Julho com peritos de nível baixo, mas ninguém espera que a reunião conduza a um avanço. Até lá, as novas sanções americanas e europeias sobre as exportações de petróleo iraniano estarão em vigor, e o Congresso dos Estados Unidos está a pressionar para aplicar mais, com vozes influentes a argumentar que o jogo das negociações acabou. A conversa sobre a guerra ainda está muito à flor da pele, em Israel, e a ansiedade é crescente, num clima altamente político de um ano de eleições nos EUA, a escalada não pode ser contida.