0

Desgoverno da lei na China

FILADÉLFIA - Um acordo de última hora entre os Estados Unidos e a China pode proporcionar ao advogado defensor dos direitos humanos e activista, Chen Guangcheng, a oportunidade de se matricular na Faculdade de Direito em Nova Iorque. Mas, mesmo que uma saída para o fracasso diplomático esteja a ser disponibilizada, existe muita coisa sobre o caso que permanece preocupante. Em particular, apesar de mais de três décadas de reforma jurídica na China, Chen tinha muito poucos recursos para combater a perseguição e a prisão domiciliária nas mãos das autoridades chinesas.

Na verdade, 23 anos após o dissidente Fang Lizhi se ter refugiado na embaixada dos EUA na sequência da repressão na Praça Tiananmen, a única opção de Chen era dar o mesmo salto difícil para os braços dos diplomatas norte-americanos. O caso de Chen revela fragilidades no sistema jurídico da China e deve despoletarum impulso para construir laços mais fortes entre os activistas de direitos humanos da China e a profissão jurídica no sentido mais amplo da palavra.